inteligencia artificial social scoring system blog solutis
Social Scoring e os limites da inteligência artificial
setembro 25, 2019
app tj-ba soltis baguete
TJBA lança app para mover ações do consumidor
setembro 30, 2019

Home assistants: o que vem por aí

A Amazon não brinca mesmo em serviço, e quer mandar Alexa com você para todos os lugares por meio de wearables. Sim, isso mesmo: recentemente, em evento realizado na bela Seattle, nos Estados Unidos, foram lançados óculos, anéis e fones de ouvido para que todos possam praticamente sentir a (oni)presença do home assistant.

Os óculos (Echo Frames) possuem alto-falantes direcionais e microfones para se conectarem ao telefone, ler e-mails, mensagens de texto e outras informações. Nota: quem realmente necessita de óculos não precisa se preocupar, porque é possível enviar prescrições para confeccionar as lentes – ou seja, ainda não esqueceram quais são os motivos originais pelos quais alguém usa óculos. Tanto melhor!

Home Assistant: Um anel para a Alexa comandar

Mas a brincadeira não para por aí. Um anel inteligente, o Echo Loop, que vibra para alertar quanto à chegada de notificações e possui microfones embutidos e alto-falante para interagir com Alexa, já está entre nós. E, por fim, o Echo Buds, concorrente direto dos incríveis AirPods da Apple, mas com design sem fio real, tecnologia Bose de redução de ruído e, evidentemente, a Alexa integrada – e muito parecida com a Siri nos Airpods de segunda geração.

Evidentemente, na esteira desses incríveis lançamentos, outros produtos integrados à Alexa também foram lançados – e isso é o que torna o momento tão interessante: a Amazon forçando sua entrada em novas categorias, com novas funcionalidades e rompendo agressivamente com os preços já estabelecidos pelo mercado.

Privacidade é prioridade no mercado de Home Assistant

Mas para reduzir o temor de perda de privacidade à medida em que Alexa dá saltos cada vez maiores – e se mescla ao dia a dia de seus usuários dentro e fora de casa – a Amazon também declarou que foram realizadas mudanças na maneira de lidar com dados de voz – e uma das garantias nesse sentido inclui a exclusão automática de gravações a cada três ou 18 meses.

Ativações erradas e o problema de gravação de conversas particulares também foram levadas em conta e, por isso, a Amazon afirma ter aprimorado o sistema responsável por ouvir a palavra “Alexa” ao aumentar sua precisão em 50% nos últimos 12 meses.

A empresa, segundo seus porta-vozes, está de fato preocupada com a privacidade – que tornou-se fundamental para todos os seus dispositivos. E a novidade mais recente é que agora é possível que a Alexa possua voz de astro hollywoodiano: o ator Samuel L. Jackson, de “Pulp Fiction” e outras produções de sucesso, emprestará sua voz para Alexa – e a simpática feature custará módicos 4,99 dólares aos usuários. Sensacional!

Mas ainda há muita novidade pela frente:

7 tendências para assistentes pessoais em 2020

  1. Simplificação das conversas: não será preciso repetir a palavra de despertar ao assistente em uma mesma conversa. Dispositivos ajudarão a tornar o diálogo mais contextualizado, facilitando a interação com o aparelho.
  2. Compatibilidade e integração: essa tecnologia preconiza que os fabricantes criarão outros dispositivos personalizados, que atenderão a funções específicas e serão integrados ao home assistant.
  3. Mudanças na maneira de pesquisar: a Juniper Research previu investimentos de 19 bilhões de dólares até 2022 para implementar aplicativos de busca por voz. Segundo a comScore, 50% de toda pesquisa será realizada por tecnologia de voz.
  4. Experiências individuais: à medida em que melhora a diferenciação entre as vozes, os assistentes oferecerão experiências mais individualizadas – ou seja, será possível personalizar recursos.
  5. Notificaçõs por push: usuários poderão ativar notificações faladas por qualquer aplicativo com compatibilidade, ou seja, será possível ouvi-las em vez de lê-las.
  6. Interação por toque: telas de voz e visuais estão se fundindo de maneira cada vez mais harmoniosa, ou seja, a tendência é reunir, cada vez mais, recursos visuais e de voz para que haja uma interação ainda melhor com o assistente.
  7. Segurança: continua sendo um dos pontos focais em um mundo no qual home assistants poderão fazer reservas para restaurantes e shows e efetuar pagamentos por meio de verificação de ID ou do alto-falante, que serão parte da experiência.

Muito bem: os assistentes pessoais caminham a passos largos para se tornarem indispensáveis em nossas vidas – na verdade, já são. AI, Chatbots e UX já fazem parte de nosso dia a dia, e o fato é que essa presença se tornará cada vez maior com o tempo. Evidentemente, com as vantagens e os benefícios da tecnologia, algumas questões muito importantes inevitavelmente surgirão. E, cada vez mais, será necessário ampliar o debate acerca dos limites da utilização dos dados coletados de seus usuários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações