tendencias-tecnologia-2020-solutis-digital.jpeg
Algumas tendências de tecnologia para ficar de olho em 2020
novembro 22, 2019
solutis transformacao digital no varejo blog 750
Transformação Digital no Varejo
dezembro 11, 2019

Cloud continua crescendo e acelerando a Transformação Digital

nuvem cloud idc mercado

Na última semana, uma nova gigante lançou sua plataforma Cloud para disputar o mercado brasileiro com Microsoft, Amazon, Google, IBM e outras. Durante o lançamento da Huawei Cloud,  a IDC apresentou um panorama do mercado no Brasil e no Mundo. A Cloud continua avançando rapidamente. De acordo com a consultoria, 89% das empresas já usam ou planejam utilizar Cloud nos próximos 24 meses. Outros 61% afirmaram que já estavam em uma nuvem pública ou híbrida em 2018.

A maturidade maior do mercado para o mundo Cloud fica expressa em uma nova visão. Cloud não é vista mais apenas como uma iniciativa para reduzir custo e aumentar produtividade. Executivos e empresas passam a considerar a arquitetura cloud para aumentar oferta de serviços, melhorar a experiência de consumidores e usuários e garantir compliance.

Um número maior de CIOs consultados pela IDC já consideram a Cloud um acelerador das iniciativas de inovação e da transformação digital. E, hoje, os ambientes Cloud passam a ser vistos também como fator que garante a segurança de aplicações, serviços e ambientes.

Outro indicador importante é o crescimento das despesas e investimentos com Cloud, que supera aqueles dedicados às infraestruturas próprias e projetos on-premises. Em 2018, no Brasil, os investimentos em Cloud cresceram 36,4% enquanto os gastos com a infraestrutura própria (on-premises) recuaram 4,0%. Essa é uma tônica que se repete na América Latina e globalmente. Na China, por exemplo, o aumento do investimento em Cloud aumentou, em 2018, 70%, ante um aumento de apenas 4% nos investimentos on-premises.

Por que ir para a nuvem?

Entre 2018 e 2022, a IDC projeta um crescimento (CAGR) de 37,7% nos investimentos em Cloud. Mas, por que CIOs executivos, empresários e empresas estão optando mais e mais pela Cloud?

Sim. Melhorar os custos de TI com infraestrutura é um ponto importante e permeia a cabeça de 55% dos entrevistados da IDC. Esse foi o primeiro ponto tratado: a flexibilidade para adequar custos e infraestrutura. Ou seja, habilitar a capacidade que a empresa tem de crescer ou reduzir infra, e, portanto, custos de acordo com a demanda. Já são 54%, os que colocam melhorar a eficiência de operacional entre os três principais motivadores para a migração para a Cloud.

Um segundo ponto é a agilidade e facilidade de provisionar infraestrutura. Empresas já começam a verificar a economia de headcount, por exemplo, ocupando a equipe mais tempo com assuntos mais estratégicos. Ainda relacionado a flexibilidade e redução de custo está a possibilidade de pagar pelo uso.

Outro ponto, não menos importante, é dotar a empresa de capacidade de criar mais serviços, funcionalidades e, assim, acelerar a inovação.

 E como é essa transição para a Cloud?

Como a Solutis defende em todo o processo de transformação digital, a IDC pontua que a transição para a nuvem também deve ser incremental e poderia ser dividida em três fases. Na primeira, a empresa movimenta serviços, aplicações para a Cloud, sem nenhuma transformação. No segundo momento, a empresa buscaria a otimização da Cloud e automação. Já na ultima etapa, a empresa está nativa e qualquer nova solução passa a ser pensada em ambiente Cloud.

Enfim, o caminho é inevitável e acelerar é imprescindível. A IDC ainda está cravando que, até o ano de 2020, ao menos 55% das infraestruturas e softwares corporativos da América Latina serão baseadas na nuvem. É preciso transformar para se manter competitivo. E a Cloud é uma das grandes parcerias dessa jornada.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações