SOLUTIS contrata ex-EY para liderar nova prática de SALESFORCE
abril 30, 2020
Pandemia no setor de consumo: a boa notícia blog transformacao digital varejo 750
Pandemia no setor de consumo: a boa notícia
maio 15, 2020

SOLUTIS cria área focada em Salesforce

solutis salesforce baguete 750x500

solutis-ellen-cipulo-300x196Baguete 4/05/2020 | A Solutis acaba de contratar Ellen Cipulo, ex-gerente para a área de Salesforce da EY, para liderar uma nova área dentro da empresa focada nas soluções de CRM da multinacional americana.

Além da EY, Cipulo já trabalhou na área de vendas de parceiras da Salesforce como ValueNet, Adeste Group e Sottelli.

°Nosso objetivo é entregar não apenas a implantação da ferramenta Salesforce, mas fazer funcionar toda a operação das empresas, do atendimento ao pós-vendas, passando pelo marketing”, afirma a executiva.

A Solutis quer formar uma equipe de cerca de 25 profissionais certificados até o final do ano. Parte deles deve ser absorvida do time de desenvolvedores da Solutis, enquanto outros profissionais com competências específicas deverão ser contratados.

Sediada em Salvador, a Solutis atua com desenvolvimento de software e fechou 2018 com um faturamento de R$ 100 milhões e 850 funcionários, atuando em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia.

No ano passado, o cargo de CEO na empresa foi assumido por Paulo Marcelo, um dos fundadores da Unitech, companhia que veio a se fundir com a Braxis em 2007 e eventualmente ser adquirida pela Capgemini em 2010.

Dentro da Capgemini, o executivo galgou posições até assumir o comando no Brasil, em 2014, da qual saiu no final de 2016 para o cargo de CEO na Resource, uma grande integradora brasileira de software.

No ano passado, Marcelo explicou seus planos em uma matéria no Baguete.

A SalesForce vem reforçando sua presença no país desde 2013, quando abriu um escritório local.

No entanto, a empresa quase não abre informações sobre o tamanho da sua operação no Brasil, como, por exemplo, quantos funcionários ou clientes tem no país, ou quantos canais operam nesse mercado.

Números revelados em agosto de 2015 apontavam 200 funcionários e 2 mil clientes no país. De lá para cá, o mercado pode ter decolado.

No começo do ano, o Linkedin divulgou um levantamento dos profissionais em alta no Brasil.

Uma das 15 posições listadas, entre elas, na décima terceira posição, desenvolvedores Salesforce.

O relatório foi feito com base em dados de usuários do LinkedIn com perfil público que tenham ocupado uma ou mais posições em tempo integral no Brasil nos últimos cinco anos.

A partir de uma análise dessas informações, identifica-se o grupo de profissões que mais se movimentaram no período e aplica-se, a cada uma delas, uma fórmula que inclui o número de contratações e a taxa de crescimento anual entre 2015 e 2019 para mapear as que tiveram maior expansão.

 

LEIA NO BAGUETE

LEIA TAMBÉM NA TIBAHIA.COM

LEIA TAMBËM NA SEGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicações